Televendas: (11) 2388-8200

Precisa de ajuda? Buscar
Bag
Bag

Outubro Rosa

01 Out

Cuidado que reverbera o ano inteiro

“No Outubro Rosa de 2017 realizei exames de rotina objetivando uma gravidez e acabei diagnosticada com câncer de mama. O diagnóstico virou uma chave em minha vida: parei de fazer apenas planos a longo prazo e passei a valorizar o momento e as pequenas coisas do nosso dia a dia. Entendi o significado de estar viva hoje. O futuro é sempre incerto para qualquer pessoa, mas a esperança da cura para essa doença é imensa. Hoje não tenho mais nenhuma evidência do câncer e posso dizer que venci essa batalha!”



Com esse breve e inspirador relato da Marília Masiero Buccini Buscuola, começamos o texto sobre Outubro Rosa, o mês em que, no mundo todo, são promovidas campanhas de conscientização e ações de combate ao câncer de mama.  

É um mês para nos lembrar dessa atenção que precisa nos acompanhar o ano inteiro, uma oportunidade de criarmos hábitos de autocuidado e escolhermos uma vida mais saudável, começando hoje mesmo. Outubro Rosa está aí pra não nos deixar esquecer daquele aviso do avião: primeiro coloque a máscara em você, depois ajude quem está ao seu redor.


Nós, mulheres, acabamos cuidando de tantas coisas ao mesmo tempo que, às vezes, esquecemos de cuidar de nós mesmas, mas como nosso lema aqui é descomplicar, acreditamos que não há nada mais potente do que nos colocar em primeiro lugar - é só assim que estaremos bem e prontas para cuidar de outras pessoas, do trabalho e da nossa vida como um todo de um jeito mais leve.

Cuidado que se multiplica, com Flávia Flores

“Lembro como tudo começou, aquele diagnóstico em 2012 que me tirou o chão, pessoas que se afastaram e nunca mais voltaram, cirurgias e tratamento oncológico - tive que ser forte e enfrentar o que vinha pela frente! Graças a Deus, alguns amigos muito especiais e minha incrível família, me senti acolhida e venci! Também pude compartilhar minha história pelas redes sociais e pelo meu livro Quimioterapia e Beleza (Jardim dos Livros), inspirar milhares de mulheres a passarem mais tranquilas e empoderadas pelo tratamento. Elas me davam forças e trocávamos experiências. Passei por 30 quimioterapias, 28 radioterapias, 5 anos de tratamento contra um câncer de mama e hoje, aos 43 anos, sou mãe do pequeno Lyon.”



Coragem e autoamor, com Tatiana Sabina

“Em maio de 2018 descobri um câncer de mama que, para minha surpresa, era metastático para fígado e ossos. Foi um susto enorme, mas escolhi emergir no tratamento e não tive tempo para incertezas e inseguranças: eu escolhi alimentar minha autoestima. Usando muita maquiagem, cílios de borboletas, lenços, perucas modernas e muita, muita determinação e amor próprio, porque o amor próprio, na minha opinião, é infinitamente poderoso.”



A importância de se conhecer desde cedo, com Giulianna Nardini

“Quando eu era criança a minha mãe teve câncer de mama. E em 2019, com 21 anos, vi alguma coisa falando sobre o autoexame e fiz. Senti um negocinho, mas não me preocupei muito: ‘tenho apenas 21 anos!’. Tempos depois veio o diagnóstico -  câncer de mama, já em estado muito avançado, e eu resolvi que não ia morrer de câncer aos 21 anos. 

A oncologista da minha mãe me disse exatamente o que eu precisava ouvir naquele momento: ‘essa situação é como pegar o carro e ir para o interior - tem uma chance de você chegar, mas também tem uma chance de não chegar’. Foi aí que eu soube que iria chegar, e quando o tratamento finalmente acabou, quase não acreditei. Hoje sei da importância da conscientização das mulheres de todas as idades, porque quanto mais cedo descobrir, maior a chance de cura.”

Propósito de vida, com Gi Charaba

“Morando sozinha em São Paulo, no auge da minha carreira como modelo, senti uma bolinha no seio enquanto passava hidratante no corpo. Por insistência do meu namorado, fui fazer exame médico e tive o resultado: câncer de mama e uma metástase no osso esterno. Meu mundo não caiu, ele desmoronou. Mas agarrei o tratamento com unhas e dentes, contando com a ajuda de amigos, vizinhos e da minha irmã, que vinha do interior ficar comigo durante 3 dias a cada quimioterapia. 

Depois de realizar o tratamento, meu primeiro desfile foi lindo! Mas também me mostrou todo preconceito e a dificuldade em conseguir trabalhar por conta das minhas cicatrizes e minha história. Mas não desisti, vou continuar desbravando o mercado e mostrando que é possível, sim, ter a minha história e ser modelo. Meu trabalho ajuda a empoderar mulheres e incentivá-la a se cuidarem, isso se tornou um propósito de vida!”



Depois de se inspirar com essas histórias tão potentes, que tal também ajudar uma mulher que está lutando contra o câncer? O Instituto Quimioterapia e Beleza possui um banco de lenços e, neste ano, está com uma campanha de doações online. Você pode clicar aqui ou acessar o QR Code ao lado e ir até o site para doar um lenço para uma mulher em tratamento de câncer, multiplicando o cuidado que começou em você. 



Vamos aproveitar esse mês para nos conhecermos melhor, nos cuidarmos mais e nos amarmos com sinceridade e acolhimento. Em nosso Instagram, todas as semanas iremos compartilhar algumas dicas de autocuidado voltadas para a prevenção do câncer de mama, e te convidamos a também acompanhar por lá e compartilhar com suas amigas e mulheres do seu convívio. Vamos, juntas, descomplicar o cuidado com a nossa saúde.



você também vai gostar